10 lugares para visitar no inverno em Malta

Malta vem sendo um dos lugares mais procurados para intercâmbio e os motivos são diversos. A beleza, o clima mais parecido com o do Brasil, o valor mais acessível dos cursos de inglês são pontos que mais chamam atenção da galera.

Obviamente, por se tratar de uma Ilha Paradisíaca, o verão de Malta é a época do ano mais cobiçada, porém nem todo mundo pode viajar neste período e acabam fechando seu intercâmbio durante o inverno.  Mas tudo bem pessoal, vou te contar que Malta é linda 365 dias por ano, sem tirar nem pôr rs

Vou fazer aqui um TOP 10 LUGARES IMPERDÍVEIS EM MALTA NO INVERNO

 

1) As 3 cidades: Vittoriosa, Senglea e Cospicua

 foto: reprodução

Envoltas pelas linhas de Cottonera  e Santa Margherita, as famosas 3 cidades  Vittoriosa , Senglea e Conspícua são o berço da história de Malta.

Vittoriosa foi o primeiro local onde se instalaram  os Cavaleiros de St. John ao chegar na Ilha. Com muitos palácios, igrejas , fortalezas e bastiões, as três cidades são ainda mais antigas do que Valletta.

 

St Lawrence church – Vittoriosa

Victory Square – Vittoriosa

 

Vittoriosa / Birgu

 

Andar por Vittoriosa é como voltar aos tempos antigos, cada ruazinha te remete uma sensação diferente. Lá também tem uma enorme concentração de Bares de Vinho, alguns próximos ao Grand Harbour Marina e outros escondidinhos, como o Del Borgo, que também é restaurante e não tem nenhuma vista, mas tem a sua arquitetura toda trabalhada no estilo  medieval.

 

 

Del Borgo – Vittoriosa

 

Grand Harbour Marina – Vittoriosa

Em Senglea , você poderá encontrar o Safe Haven Gardens, cartão postal da cidade:  Um jardim pênsil onde fica a Gardjola, uma guarita que possui em cada lado,  um olho,  uma orelha e um pelicano, que simbolizam a vigilância dos Cavaleiros contra os inimigos.

Gardjola – Seglea

As comunidades locais  celebram os dias santos e festas como em nenhum outro lugar nas ilhas . Os eventos mais espetaculares são as procissões de Páscoa, onde estátuas do Cristo são carregadas pelas ruas lotadas.

 

St Helen’s Gate – Cospicua

Do Maltês: Vittoriosa = Birgu,  Senglea = L’Isla e  Cospicua = Bormla.

 

2) Festas de Rua

Durante todo ano acontecem as festas para os padroeiros. As ruas, casas e igrejas são enfeitadas e iluminadas, muitos fogos são soltos, é lindo de se ver.

Aqui vão algumas datas:

 

 

 foto: reprodução

 Parish Church, em Zabbar, em meados de setembro acontece a festa da sua padroeira.

3)  Mosta Dome

Malta tem mais de 365 igrejas, mas algumas se destacam pela beleza e história.

 foto: reprodução

 Mosta Dome é uma igreja com a terceira maior cúpula da Europa,  perde somente para a Basílica de São Pedro no Vaticano e para Santa Sofia em Istambul.  Fica localizada em Mosta, uma das maiores cidades de Malta, com quase 20 mil habitantes.

 foto: reprodução

Foi nesta igreja que na segunda Guerra Mundial, durante uma missa com mais de 300 pessoas, iniciou-se um ataque e uma bomba atingiu a cúpula, rolou pelo chão da igreja e não explodiu. Algumas pessoas consideram o fato um milagre divino. Uma réplica da bomba está exposta na sacristia da igreja.

 foto: reprodução

 

4) Marsaxlokk  e a feira de domingo

 

Certamente você já viu alguma foto de Marsaxlokk ao pesquisar por Malta.  É uma cidade de pescadores ao sul da Ilha, famosa pelos inúmeros barquinhos coloridos, chamados luzzus, estacionados à beira do mar.

 

 

Todo domingo acontece uma feira que vende de um tudo, desde peixe, doce maltês até mala, sapato e roupa e os precinhos são tudo de bom.

 

 

 

 

 

 

O gostoso é fazer as comprinhas, almoçar um peixe fresquinho e depois dar um pulo na St. Peter’s Pool, mesmo no inverno, não dá pra perder um selfie com esse visu, né?

 

 

5) Popeye Village

Popeye Village tem atrações para o ano todo e especiais para cada estação. Algumas pessoas ficam encantadas, outras dizem que o parque não é tão bacana. O fato é que entrando ou não no parque o lugar é lindo e super encantador. No inverno, adultos pagam a entrada €10,50 e no verão €14,50. Mais infos aqui

 

 

6) Playmobil FunPark & Factory

 foto: reprodução

Se você é da minha época, certamente vai querer conhecer a fábrica da Playmobil em Malta. Não somente as crianças podem desfrutar do ambiente, como também os adultos podem fazer um passeio para conhecer a fábrica e ainda montar seu próprio bonequinho!

Caso visite a fábrica, eles pedem que você vá de sapatos baixos por razões de segurança. Para saber os horários e valores, acesse o site aqui

 

7) GĦAR DALAM Caverna e Museu

Ghar Dalam é o sitio arqueológico mais antigo de Malta, descoberto há 7.400 anos atrás e cujo nome significa “gruta da escuridão”.  È uma caverna com 144m de profundidade, mas é possível visitar apenas os 50 primeiros metros.

Nas camadas mais baixas, datadas com mais de 500 mil anos, foram encontrados ossos fósseis de diversos animais antigos como elefantes anões e hipopótamos. Acima desta camada, foram encontrados restos de cervos de 18 mil anos e nas camadas superiores, foram achadas as primeiras evidências de assentamento humano com mais de 10 mil anos.

 

 foto: reprodução 

Na entrada de Ghar Dalam fica o museu, onde estão guardados alguns ossos e utensílios encontrados na caverna.

Endereço:

Għar Dalam Road,
B’Buġia BBG 9014
Tel: +356 21 657 419

  • Como chegar lá: Pegue um ônibus para Birżebbuġa. Desembarque na parada chamada ‘Dalam’.

Horários de Abertura:

Segunda à Domingo: 09.00 – 17.00hrs
Última visita às 16.30hrs
Fechado em 24, 25 & 31 Dezembro, 1 Janeiro & Sexta-feira Santa

Tickets:

Adultos (18 – 59 anos): €5.00
Adolescentes (12 – 17 anos), Idosos (+60 anos), e Estudantes: €3.50
Crianças (6 – 11 anos): €2.50

 

8) A capital Valletta

 foto: reprodução

Não é a toa que Valletta é hoje considerada um patrimônio da UNESCO. É o lugar onde você vai respirar cultura.

Valletta é uma das cidades com mais atrações históricas do mundo , são mais de 300 monumentos. Cercada por fortalezas e muralhas, andar por Valletta te faz querer viver naqueles tempos antigos. É realmente, como sempre chamada, um museu a céu aberto.

O que fazer em Valletta:

   Visitar o jardim  Upper Barrakka Gardens para ver os tiros de canhão;

foto: Gianluca Barbanera

 √ Conhecer pelo menos um museu da cidade;

The Palace State Rooms

 foto: reprodução

O que vai encontrar:

  • O único conjunto completo e intacto das famosas tapeçarias Gobelins franceses do século 18 , intitulado ” Les Teintures des Indes “.
  • A galeria de retratos dos vários governantes da Ilha de Malta, que vão desde a vinda dos Cavaleiros de São João de Malta até hoje.
  • Pinturas barrocas do século 18 e o teto ilusionistas que reproduzem a pompa e grandiosidade das cortes aristocráticas da Europa .
  • Um espaço luxuoso com mais de 400 anos, que tem resistido as demandas políticas e gostos dos Cavaleiros da Ordem de São João, dos governadores britânicos e dos presidentes da República de Malta.

Endereço:

Grandmasters Palace,
Palace Square,
Valletta VLT 1191
Tel: +356 21 249 349

Horários de Abertura:

Segunda à Sexta entre 10.00 e 16.30hrs (última visita às 16.00hrs). Sábado e Domingo entre 09.00 e 16.30hrs (última visita às 16.00hrs).

Fechado nos dias 24, 25 e 31 de Dezembro, 1 Janeiro e Sexta-Feira Santa.

Tickets

Adultos (18 – 59 anos): €8.00
Adolescentes (12 – 17 anos), Idosos (+60 anos), Estudantes: €6.00
Crianças (6 – 11 years): €4.00

Além deste museu, você também pode visitar em Valletta:

 

National Museum of Archaeology

 

 Sleeping Lady – foto reprodução

 

 Venus of Malta – foto reprodução

O que vai encontrar:

  1. Exibição única de artefatos valiosos, como a Sleeping Lady, uma estátua pequena encontrada no Hipogeu Hal Saflieni, a Vênus de Malta e o pingente de Horus e Anubis .
  2. Serve como uma boa introdução à pré-história e história do início de Malta.
  3. Instalado em um dos edifícios barrocos mais elaboradamente decoradas em Valletta

 

Endereço:

Auberge de Provence,
Republic Street,
Valletta VLT 1112
Tel: +356 21 221 623

Horário de Abertura:

Janeiro e Fevereiro
Segunda a Domingo: 09.00 – 17.00hrs
Última Visita: 16.30hrs

Março até Dezembro
Segunda a Domingo: 09.00 – 18.00hrs
Última Visita: 17.30hrs

Fechado nos dias  24, 25 e 31 Dezembro, 1 Janeiro e Sexta-feira Santa

Tickets

Adultos (18 – 59 anos): €5.00
Adolescentes (12 – 17 anos), Idosos (+60 anos), Estudantes: €3.50
Crianças (6 -11 anos): €2.50

Visite Também:

• The Palace Armoury

• Fort St Elmo – National War Museum

• National Museum of Fine Arts

 

 √ Fazer o passeio da Casa Rocca Piccola, e ver como eram os túneis construídos nas casas  no período da Segunda Guerra. Se der sorte, o próprio Marquês de Piro, dono da casa, pode estar lá e fazer a visita guiada com você.

fotos: Casa Rocca Piccola

 

9)Mdina 

Mdina é um dos melhores exemplos de uma cidade antiga  e extraordinária na sua mistura de arquitetura medieval e barroca da Europa. Desempenhou um papel importante no passado de Malta e é uma das fontes principais do seu patrimônio cultural.

 

 foto: reprodução

Breve história:

Inicialmente os fenícios habitavam, a cidade até então chamada de então chamada Maleth, em 7000 a.C., e iniciaram a fortificação da cidade. Alguns séculos mais tarde, a cidade passou a ser habitada pelos romanos e chamada de Melita. Eles ampliaram as fronteiras da cidade e continuaram a construção das muralhas para a proteção do Palácio do Governador Romano. Em 870 d.C foi moradia dos árabes, que reduziram a cidade, construíram a fortificação que podemos ver até hoje e a elegeram como capital,  dando o atual nome de Mdina – em árabe significa “cidade murada”. Em 1091 d.C, foi tomada pelos normandos e em seguida pela Ordem dos Cavaleiros de S. João que  intitulou  Valletta a nova capital de Malta.

 

 foto: reprodução

 foto: reprodução

Mdina é a menor cidade de Malta, com menos de 300 habitantes e hoje é conhecida como Silent City. Você entenderá o apelido ao andar pelos seus labirintos de ruazinhas.

PS: Não deixe de comer o famoso bolo de chocolate no Fontanella

 

10)Templos Megalítico e o Hipogeu

Os Templos megalíticos de Malta são ao todo sete, presentes nas ilhas de Malta e Gozo.

Na ilha de Gozo, encontram-se dois templos em Ġgantija, que testemunham, pelas suas dimensões, o avanço técnico das populações. Na ilha de Malta, estão localizados os templos de Mnajdra, Hagar Qim,  Tarxien e os conjuntos de Ta’Hagrat e de Sqorba.

 

• ĠGANTIJA TEMPLES – Xagħra, Gozo

 

fotos: Heritage Malta

 

Os Templos Ggantija – derivado da palavra ġgant, que significa gigante –  são um dos sítios arqueológicos mais importantes nas ilhas de Malta e estão listados na Lista de Patrimônio Mundial da UNESCO. O local é composto por dois templos que datam entre 3600 e 3200 aC. Alguns dos megalíticos medem mais que cinco metros de comprimento e pesam mais de cinqüenta toneladas.

A pergunta que fica é, como os primitivos carregavam todo esse peso? Alguns dizem que eles usavam um plano inclinado e um sistema de alavancas, outros acreditam que as pedras grandes para os templos eram transportadas sobre bolas de pedras encontradas próximas ao local. Fica aí a dúvida, como nas pirâmides do Egito!



 

 

 

 

 

 

fotos: reprodução

 

Endereço:

John Otto Bayer Street,
Xagħra,
Gozo
Tel: +356 21 553 194

Horário de Abertura

Horário de Inverno – 1 de Outubro até 31 de Maio
Segunda a Domingo: 09.00 – 17.00hrs
Última visita às 16.30hrs

Horários de Verão- 1 de Junho até 30 de Setembro
Segunda a Domingo: 09.00-18.00hrs
Última visita às 17.30hrs

Fechado nos dias 24, 25 e 31 de Dezembro, 1 de Janeiro e Sexta-Feira Santa

Tickets

Adultos (18 – 59 anos): €9.00
Adolescentes (12 – 17 anos), Idosos (+ 60 anos) e Estudantes: €7.00
Crianças (6 – 11 years): €5.00

Tarifas acima incluem as entradas para  Ġgantija Temples e Ta’ Kola Windmill.

Adultos (18 – 59 anos): €6.00
Adolescentes (12 – 17 anos), Idosos (+ 60 anos) e Estudantes: €4.50
Crianças (6 – 11 anos): €3.00

Tarifas acima incluem as entradas para Ġgantija Temples entre 16.30 e 17.30hrs (horários de verão).

 

• Ħal Saflieni Hypogeum

O Hipogeu foi descoberto acidentalmente em 1902 por um pedreiro que estava construindo as fundações de algumas casas na ilha de Malta.

foto: reprodução

Quando encontrado o Hipogeu parecia apenas um simples lugar de sepulturas, mas após ser escavado, um templo subterrâneo nos mesmos moldes dos templos megalíticos foi surgindo, com decorações no teto, janelas, escadas…

foto: reprodução

Os arqueólogos acreditam que esses templos eram lugares de culto e que os primitivos adoravam  divindades relacionada à  fertilidade, considerando a enorme quantidade de estátuas de figuras femininas gordinhas, como a  Sleeping Lady, que hoje está exposta no museu de Valletta.

 

Endereço

Burial Street,
Paola PLA 1116
Tel: +356 21 805 019

Tickets

Adultos (18 – 59 anos): €30.00
Adolescentes (12 – 17 anos), Idosos (+60 anos) e Estudantes: €15.00
Crianças(6 – 11 anos): €12.00

Horário de Abertura

Segunda a Domingo à partir das 09.00 até 16.00hrs (último tour).

Oito tours são disponíveis por dia. Tickets para tours que iniciam ao meio dia e  às 16.00hrs estão disponíveis Apenas como  ‘ticket de último minuto’. Estes são vendidos um dia antes no National Museum of Fine Arts (Valletta) no  Gozo Museum of Archaeology (Citadel).

Não é permitido fotografar ou filmar no local.

 

Se ficou alguma dúvida deixe um comentário!

 

10 Comments

  1. http://Alessandra agosto 22, 2016 at 9:04 pm

    Oi Juliana!!! Entre o outono e o inverno é possível visitar a ilha de gozo e comino? Conhecer a Gruta azul ?


    1. setembro 4, 2016 at 5:19 am

      Oi Alessandra, tudo bem?
      É possível sim, desde que não seja um dia de chuva e muito vento! Vai ser difícil entrar na água, pois estará beeemm gelada!!
      Gozo é uma Ilha bem grande com vários lugares para conhecer! Se animar, vale passar um final de semana! =)


  2. http://Karen setembro 22, 2016 at 4:40 pm

    Oi Juliana! =)

    Novembro é muito frio em Malta ou dá para pegar uma praia?

    Obrigada,


    1. setembro 23, 2016 at 8:38 am

      Olá Karen,

      Novembro começa a esfriar, porém a temperatura ainda é amena. Friozão mesmo começa em dezembro. Segundo o site Holiday Weather A temperatura média é de 17 graus e a temperatura do mar é de 22 graus. Pegar uma prainha vai da sua coragem hehe


  3. http://Daiane%20Simões julho 16, 2017 at 1:36 am

    Olá Juliana! Estou querendo ficar 03 semanas em Malta nas minhas férias de fevereiro, farei um mini intercâmbio, poderia me dar umas dicas de roupas apropriadas para esta época?


    1. outubro 1, 2017 at 6:50 am

      Oi Daiane, tudo bem?

      Para vir em fevereiro nem pense em trazer biquini! Muito frio! Pode trazer calça jeans, blusa grossa de frio, jaqueta daquelas impermeáveis se tiver, pois pode ser que chova também! Se for sair a noite, pode até colocar um shorts com meia calça e botinha! botinha baixa e tenis é o que voce vai mais usar aqui! Salto eu acredito que não vá nem usar mas, se quiser trazer, traga apenas um par.


  4. http://Maria%20helena%20leme julho 16, 2017 at 10:23 am

    Adorei tudo!! Só que queremos ir em início de janeiro de 2018!! Como e o frio! Fecham as atrações, restaurantes, etc ou não???


    1. outubro 1, 2017 at 6:40 am

      Oi Maria Helena,

      O frio aqui não é tão pesado como no norte da Europa, mas ainda assim a sensação térmica pode ser de até 8 graus.
      Os locais perto da praia, abertos ou com piscina fecham todos, como Cafe del Mar, Medasia Playa, numero Uno, Sky Beach.
      Restaurantes, desde que não sejam aquelas na praia, não fecham. Ainda assim terá toda Valletta, que no próximo ano será Capital da cultura européia, com muitas atrações!

      Abraços


  5. julho 19, 2017 at 9:00 am

    Foi o site mais completo do que se fazer em Malta que achei! Irei final do ano em família para um intercâmbio! Estou super animada! Suas dicas me deixaram mais empolgadas! Malta é pura história!


    1. outubro 1, 2017 at 6:34 am

      Oi Thaiza, muito obrigada pelo seu comentário!

      Espero ter ajudado um pouco! 🙂


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *